Arquivo para Lycans

A Droinus

Posted in O Livro de Daméziis with tags , , on fevereiro 17, 2011 by dicksondaymoon

Facção dos chamados filhos da lua, ou popularmente conhecidos por lobisomens. A genética destes seres “mágicos” vai muito além da compreensão expressada pelo ente mitológico. O grupo que misteriosamente surgiu das entranhas da facção vampírica no ano de 815 a.D em pouco se assemelha com a enorme e bem organizada facção da atualidade.

Políticas de sobrevivência e camuflagem foram instituídas, estratégias de guerras e combates são treinadas exaustivamente, tecnologias foram adaptadas e implantadas em seu convívio. O fato é que a bestialidade e o instinto sanguinário inconseqüente do passado ainda existem, porém agora são muito bem dominados e aplicados somente nas horas de extrema necessidade.

Os Droinans evoluíram socialmente, culturalmente e biologicamente, sendo que nos últimos anos inclusive, as tecnologias vieram a acrescentar muito mais versatilidade e capacidade de combate destes indivíduos dentro da chamada Guerra Eterna.

No contexto da Guerra Eterna a busca por vingança por um obscuro passado ainda é o melhor combustível, mesmo que aqui e ali, ao redor do mundo surjam indivíduos pouco interessados nesta “causa”, a sede pelo derramar do sangue kayon ainda é o principal pretexto pelo qual esta fantástica raça se empenha em melhorar cada vez mais suas táticas.

Nos últimos anos, principalmente a bioengenharia trouxe uma série de novas perspectivas para a raça. Aumento de longevidade, melhoria de armas e artefatos de guerra, tudo tem contribuído para o crescimento desta facção. No meio de todo este aparato, nada tem mais contribuído para o desmantelar do inimigo, do que a criação da chamada sub-raça. Estes indivíduos que se passam por humanos normais têm se tornado peças chaves no quesito espionagem.

A facção cresce cada dia mais em número, como também em poder territorial, o que tanto para a Kayamatra quanto para a Darckaya é um prejuízo inestimável. E neste contexto, as variadas espécies de droinans têm levado uma vantagem incalculável.

A Facção possui hoje as seguintes espécies:

 

  1. 01. Droinans

São os chamados lobisomens puros, nascem humanóides, se reproduzem e ao alcançarem a maturidade “espiritual” se convertem em criaturas bestiais semelhantes a lobos gigantes. Não retornam a forma humanóide, sendo que devido a limitações biológicas* não suportam a luz direta do sol. Por isso jamais serão vistos em ataques diurnos. São socializáveis com os de seu sangue e com aqueles de alto grau de parentesco biológico.

  1. 02. Lupinos

Nascem lobisomens puros, porém devido a uma mutação cromossômica aleatória, podem retornar a forma humanóide. Mas não possuem controle total sobre o processo de metamorfose, principalmente se forem instigados ao ódio. Existem dois tipos de lupinos:

Metamorfos (Tornam-se irracionais na forma de lobo)

Woyruas (Mantêm-se racionais na forma de lobo)

 

  1. 03. Lycans

Nascem lobisomens puros, podem se reproduzir*, mas mesmo assim são a minoria dentre os seus. Devido a uma mutação cromossômica e outra gênica raríssima também podem retornar a forma humanóide, ainda com a vantagem de possuir o total controle sobre a metamorfose. São líderes natos, extremamente racionais mesmo na forma de grotescos lobos. Como dominam o processo metamórfico e conhecem bem suas conseqüências*, raramente são vistos assumindo a forma em um combate.

 

  1. 04. Metassimbiontes (Sub-raça)

Não são lobisomens naturais e muito menos assumem a forma de lobos, não apresentam metamorfose. São na verdade humanos ou atunianos, recrutados voluntariamente para a causa. Recebem um exo-implante cérebro espinhal que os tornam sensitivos como um de raça natural. Tornam-se, fortes, resistentes e habilidosos, apresentando variações na dentição e no globo ocular. São considerados híbridos e não conseguem se reproduzir devido a uma inviabilização hormonal ditada pela nova natureza.

 

Lycans

Posted in O Livro de Daméziis with tags , , , , , on dezembro 16, 2010 by dicksondaymoon

Lycans, licans, lupinos, woyruas, ou simplesmente, lobisomens. O mito que acompanha a humanidade desde as épocas mais remotas da história. O famoso folclore que ganhou versões das mais variadas possíveis em todos os cantos do mundo. Defini-se: “Lobisomem ou licantropo (do grego λυκάνθρωπος: λύκος, lykos, “lobo” e άνθρωπος, anthrōpos, “homem“), é um ser lendário, com origem em tradições europeias, segundo as quais, um homem pode se transformar em lobo ou em algo semelhante a um lobo em noites de lua cheia, só voltando à forma humana ao amanhecer.

Tais lendas são muito antigas e encontram a sua raiz na mitologia grega. Segundo As Metamorfoses de Ovídio, Licaão, o rei da Arcádia, serviu a carne de Árcade, a Zeus e este como castigo, transformou-o em lobo (Met. I. 237).Uma das personagens mais famosas foi o pugilista arcádio Damarco Parrásio, herói olímpico que assumiu a forma de lobo nove anos após um sacrifício a Zeus Liceu, lenda atestada pelo geógrafo Pausânias.

Segundo lendas mais modernas, para matar um lobisomem é preciso acertá-lo com artefatos feitos de prata.” http://pt.wikipedia.org/wiki/Lobisomem

A criatura misto de homem e lobo, recebeu e ainda recebe, constantemente,  teorias que tentam cada vez mais embasar e perpetuar o mito.

Dentre estas, temos a de ódio eterno jurado aos vampiros, o que seriam uma raça contrária, com ideais contrários ao seu código de sobrevivência.

Mas pouco se sabe sobre este juramento de ódio e sobre o seu verdadeiro fundamento. De acordo com a Bíblia Garzzamoniana, os chamados Droinans, como são denominados pela raça kayon, surgiram no ano de 815, pelo menos é onde consta o evento de um primeiro ataque destas criaturas a raça vampírica. E desde então, multiplicaram-se, assumiram uma organização digna de inveja e passaram a serem temidos e respeitados por todo o globo terrestre.

E mesmo com uma série de limitações biológicas, se comparadas ao organismo kayon, ainda são o maior oponente da hegemonia da Kayamatra ou até mesmo da Darckaya.

A origem desta raça ainda é um mistério até mesmo para os mais sábios dentro da 3S, e, há inclusive dezenas de experimentos e estudos que tentam comprovar o surgimento destes a partir das próprias mãos kayons, inclusive explicando ai, a natureza de tamanho ódio que os chamados filhos da lua mantêm pelos kayons. O próprio termo, Lycan, é citado como derivado de palavras do dialeto Garzzamoniano, ou seja, uma alcunha alienígena ligada a raça kayon.

A prata, assim como no folclore, é realmente um grande aliado, o interessante seria conhecer o porquê disto não? E enquanto as tecnologias parecem cada vez mais dominar este século, mesmo assim a magia ainda impera e, onde estas duas podem se fundir, com certeza, resultados completamente inesperados podem acontecer. Aguardem e poderão ver por si mesmos… (O Eterno e o Sangue. Volume III – Livro I)